Como se tornar um programador: guia completo passo a passo!

Para se tornar um programador, comece aprendendo linguagens como Python, JavaScript ou Java. Faça cursos online, pratique constantemente e participe de projetos. Compreender lógica de programação e explorar recursos gratuitos são passos cruciais. A persistência e a prática são essenciais nessa jornada de aprendizado.
Imagem com pessoa fazendo desenvolvimento de software

Quer começar a estudar programação mas não sabe por onde começar? Então conheça os melhores cursos de programação do mercado em 2023!

Se tornar um programador é mais do que apenas escrever linhas de código. É entrar em um mundo de criação, resolução de problemas e desenvolvimento de soluções tecnológicas. Portanto, neste guia completo, você vai encontrar as etapas fundamentais para iniciar nessa carreira desafiadora e gratificante.

Desde as habilidades essenciais a serem dominadas até as escolhas educacionais, este guia vai te fornecer as informações necessárias para começar sua jornada como programador. Então se você está pronto para mergulhar no universo da programação, vamos começar a ver os passos que o levarão ao sucesso nesse campo dinâmico e em constante evolução.

Um curso,
uma nova experiência!
Conheça a #formaçãojava

Curso FULL STACK do básico ao avançado para você iniciante em Java Web e Spring Boot REST.

Um curso,
uma nova experiência!
Conheça a #formaçãojava

Curso FULL STACK do básico ao avançado para você iniciante em Java Web e Spring Boot REST.

🥇 Rank oficial dos melhores cursos de programação

Precisando aprender programação mas não sabe por onde começar? Conheça agora nossa lista com os melhores cursos de programação de 2024 e veja qual será o melhor para você e seu bolso.

O que um programador faz?

Um programador desempenha um papel crucial na criação e manutenção de software, convertendo as instruções dos designers e engenheiros em código de computador. Esse profissional escreve, testa e depura programas, solucionando problemas de código para garantir o funcionamento eficiente.

Além de desenvolver novos softwares, os programadores também atualizam e otimizam sistemas existentes. Então a compreensão profunda de linguagens de programação, estruturas de dados e algoritmos é essencial.

Além disso, é importante também dizer que a prática constante, a resolução de problemas e o aprendizado contínuo são fundamentais para se destacar nesse campo dinâmico e em constante evolução.

O que estudar para ser programador?

Para se tornar um programador, é importante estudar e adquirir conhecimentos em várias áreas, como:

Linguagem de programação

Começar com uma linguagem de programação acessível como Python, conhecida por sua simplicidade e versatilidade, pode ser uma ótima escolha para iniciantes. A familiarização com a lógica de programação, variáveis, estruturas de controle e loops é fundamental.

Conforme avança, você pode explorar outras linguagens, como JavaScript para desenvolvimento web, Java para aplicativos Android ou C++ para sistemas de baixo nível, ampliando suas habilidades e oportunidades.

Banco de dados

Comece aprendendo a estrutura básica de um banco de dados relacional e como criar consultas usando SQL (Structured Query Language). Portanto, entenda os diferentes tipos de bancos de dados, como os relacionais (MySQL, PostgreSQL) e os não relacionais (MongoDB, Firebase).

Cada um tem suas próprias características e usos específicos, então é valioso explorar suas diferenças e aplicabilidades.

Regras de negócios

Compreender as regras de negócios é fundamental para desenvolver soluções de software que atendam às necessidades específicas dos usuários e das empresas. Isso envolve entender profundamente como a aplicação será utilizada no contexto empresarial.

É crucial colaborar com diferentes áreas, como marketing, vendas e operações, para capturar requisitos e entender as expectativas dos usuários finais. Assim, os programadores podem traduzir essas necessidades em funcionalidades do software.

Essas regras podem variar de projeto para projeto, desde requisitos simples até detalhes mais complexos sobre como o software deve se comportar em determinadas situações.

Gestão de projetos

Metodologias ágeis como Agile, Scrum e Kanban são amplamente utilizadas na indústria de desenvolvimento de software. Elas oferecem estruturas que ajudam equipes a trabalhar de maneira eficiente e a entregar projetos de forma iterativa e colaborativa.

O Agile, por exemplo, enfatiza a flexibilidade e a adaptabilidade ao longo do projeto. O Scrum organiza o trabalho em sprints, pequenos ciclos de desenvolvimento, facilitando o acompanhamento do progresso. Já o Kanban visualiza o fluxo de trabalho, permitindo uma gestão mais eficaz das tarefas.

Aprender sobre estas metodologias não apenas melhora a eficiência na entrega de projetos, mas também ajuda os programadores a colaborarem melhor em equipes multidisciplinares, compreenderem prioridades e a responderem rapidamente às mudanças durante o desenvolvimento do software.

Afinal, como se tornar um programador?

Se tornar um programador pode parecer desafiador, mas com o roteiro certo, essa jornada se torna mais acessível e empolgante. Então vamos explorar os passos essenciais para iniciar nesse mundo dinâmico da programação.

Então se você está ansioso para dar o primeiro passo na direção de uma carreira na tecnologia, vamos começar a desvendar esse caminho emocionante.

1. Faça uma faculdade na área

Investir em uma graduação relacionada à área de programação, como Ciência da Computação, Engenharia de Software ou Análise e Desenvolvimento de Sistemas, oferece uma base sólida de conhecimento teórico e prático.

Esses cursos abrangem temas fundamentais, como algoritmos, estruturas de dados, programação orientada a objetos e até mesmo disciplinas mais avançadas, como inteligência artificial e segurança da informação. Além disso, as faculdades muitas vezes oferecem oportunidades de estágio e laboratórios práticos que ajudam a aplicar o conhecimento na prática.

Uma graduação não apenas valida suas habilidades, mas também proporciona uma compreensão mais profunda dos princípios e conceitos centrais da área, te preparando para os desafios do mundo profissional da programação.

2. Faça cursos de programação online

Além da formação acadêmica, cursos de programação online oferecem flexibilidade e uma maneira dinâmica de aprender. Plataformas como Danki Code, JDev Treinamentos e Celki oferecem uma ampla variedade de cursos em diferentes níveis de dificuldade e especializações.

Esses cursos são valiosos por várias razões. Permitem aprofundar o conhecimento em áreas específicas, aprender novas linguagens de programação, explorar frameworks e tecnologias atualizadas. Muitos desses cursos são conduzidos por profissionais experientes, oferecendo insights práticos e exemplos do mundo real.

A combinação entre a base teórica adquirida na faculdade e a prática adquirida nos cursos online enriquece a bagagem de conhecimento, tornando-o um profissional mais versátil e preparado para os desafios do mercado de trabalho na área de programação.

3. Se mantenha atualizado(a)

A tecnologia está em constante evolução, e na área de programação, essa atualização contínua é essencial. Acompanhar as tendências, novas linguagens, frameworks e metodologias é fundamental para se destacar.

Siga blogs, sites especializados, canais do YouTube e perfis relevantes nas redes sociais. Esses recursos oferecem insights sobre as últimas novidades, atualizações e melhores práticas da indústria de desenvolvimento de software.

Além disso, participe de comunidades online, fóruns e grupos de discussão. Esses espaços proporcionam oportunidades para compartilhar conhecimento, fazer perguntas e se conectar com outros profissionais.

4. Estude as principais linguagens de programação

Cada linguagem possui suas próprias características e aplicabilidades. Python, por exemplo, é conhecida por sua simplicidade e versatilidade, sendo útil para desenvolvimento web, data science e automação. JavaScript é essencial para criação de páginas web dinâmicas, enquanto Java é comumente usado em aplicativos para Android.

Ao aprender múltiplas linguagens, você amplia suas habilidades e oportunidades no mercado de trabalho. Fique atento às demandas do mercado e foque nas linguagens mais relevantes para suas metas profissionais, mas além disso, é importante também que você domine profundamente uma linguagem.

5. Participe de eventos de programação

Eventos como hackathons, conferências, meetups e workshops oferecem oportunidades valiosas para aprimorar suas habilidades e expandir sua rede de contatos na comunidade de programação.

Hackathons são desafios intensivos nos quais equipes trabalham para desenvolver soluções em um curto período. Eles fornecem uma experiência prática, permitindo aplicar habilidades em projetos reais e colaborar com outros programadores.

Conferências e meetups são espaços para aprender com palestras, painéis e workshops. Esses eventos proporcionam insights sobre tendências, práticas atuais e permitem interações valiosas com profissionais experientes.

6. Faça networking com profissionais da área

Construir uma rede de contatos sólida na indústria de programação é fundamental para o crescimento profissional. Participe de eventos locais, conferências, grupos de estudo ou fóruns online para se conectar com outros profissionais e mentores.

Converse com colegas de classe, instrutores, palestrantes ou profissionais que admire. Faça perguntas, peça conselhos e compartilhe suas experiências. Esteja aberto(a) para aprender com os outros e oferecer sua experiência quando possível.

Redes profissionais como LinkedIn são ótimas para conectar-se com programadores, recrutadores e empresas. Compartilhe seu trabalho, participe de discussões e esteja ativo(a) na comunidade online.

O networking não apenas oferece oportunidades de emprego, estágios ou projetos colaborativos, mas também proporciona insights valiosos sobre a indústria, tendências e melhores práticas.

Tipos de programador e suas funções

A área da programação abrange uma variedade de especializações, cada uma com seu foco e conjunto específico de habilidades. Então conhecer os diferentes tipos de programador e suas funções é essencial para entender as diversas áreas em que os profissionais de programação podem atuar.

Portanto, entender essas especializações te dá uma visão mais abrangente das possibilidades de carreira e das habilidades necessárias em cada campo.

Programador executivo

O programador executivo é responsável por desenvolver soluções de software de alto nível, focando em estratégias empresariais e na integração de sistemas. Este profissional coordena equipes, toma decisões estratégicas e assegura que os projetos estejam alinhados com os objetivos da organização.

Programador mobile

Os programadores mobile desenvolvem aplicativos para dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Eles utilizam linguagens específicas, como Swift para iOS e Kotlin ou Java para Android, para criar aplicativos responsivos, funcionais e eficientes.

Programador desktop

Responsável pelo desenvolvimento de softwares para computadores pessoais ou desktops. Eles criam aplicativos que operam em sistemas operacionais como Windows, macOS e Linux, utilizando linguagens como C++, Java ou Python, dependendo das necessidades do projeto.

Programador de jogos

Os programadores de jogos são especializados na criação de jogos digitais. Eles utilizam linguagens como C#, C++ ou JavaScript junto a engines de desenvolvimento, como Unity ou Unreal Engine, para criar a lógica do jogo, seus ambientes e mecânicas.

Programador web

O desenvolvedor web é o responsável por sistemas usados na internet, ou seja, sites e sistemas online. Além disso, existem duas frentes que você precisa conhecer sobre os programadores web:

Front-end

Os programadores front-end são responsáveis pela parte visual e interativa dos sites. Utilizam linguagens como HTML, CSS e JavaScript para criar interfaces amigáveis e responsivas para os usuários.

Back-end

Os programadores back-end trabalham nos bastidores, desenvolvendo a lógica e o funcionamento dos sites. Utilizam linguagens como Python, PHP, Ruby e frameworks como Node.js para construir servidores, bancos de dados e garantir que as funcionalidades do site operem corretamente.

Como se tornar um programador

Qual faculdade escolher para se tornar um programador?

Existem várias opções de faculdade para quem deseja se tornar um programador:

Análise e desenvolvimento de sistemas

Um curso em Análise e Desenvolvimento de Sistemas foca na prática da programação, oferecendo conhecimento específico para o desenvolvimento de softwares, sistemas e aplicativos. Este curso prepara os estudantes para lidar com problemas reais de programação e desenvolvimento de soluções tecnológicas.

Ciência da computação

A Ciência da Computação é uma disciplina mais abrangente, que explora conceitos teóricos e práticos da computação. Os estudantes aprendem algoritmos, estruturas de dados, teoria da computação e programação em diversos contextos. É uma formação ampla, ideal para quem busca entender os fundamentos da computação.

Engenharia de software

Engenharia de Software combina elementos da Ciência da Computação com a prática do desenvolvimento de software. Os estudantes aprendem a projetar, construir e testar sistemas de software complexos, além de gerenciar equipes e projetos.

É uma escolha para quem busca conhecimentos técnicos aliados a habilidades de gestão de projetos e processos.

Perguntas frequentes sobre como se tornar um programador

O que é preciso para começar a programar?

Tudo começa com um computador e acesso à internet. Escolha uma linguagem de programação, busque recursos online, como tutoriais e cursos gratuitos, e comece a praticar. A chave é a persistência e a prática constante.

O que é programação?

Programação é a arte de escrever instruções para computadores executarem tarefas. Envolve criar algoritmos usando linguagens específicas para desenvolver softwares, aplicativos e sistemas que usamos diariamente.

É necessário faculdade para trabalhar com programação?

Não é estritamente necessário. Muitos programadores são autodidatas ou frequentam cursos online. No entanto, uma graduação em áreas como Ciência da Computação ou Engenharia de Software pode oferecer uma base sólida e abrir mais oportunidades no mercado.

O que estudar para se tornar um desenvolvedor?

Para se tornar um desenvolvedor, é importante estudar linguagens de programação, estruturas de dados, algoritmos e paradigmas de programação. Além disso, entender conceitos de desenvolvimento web, mobile ou software, conforme sua preferência. Prática constante, projetos pessoais e aprendizado contínuo são essenciais para se destacar na área.

Esse artigo foi útil para você? 🤔
Deixe seu comentário!

Pedro Galvão

Estudo e trabalho com programação/ tecnologia há mais de 5 anos. Iniciei na carreira de programação como Front-end e migrei para a área de SEO com foco na parte técnica, cuidando da estrutura do site, performance e afins.

Compartilhe

Conheça os melhores
cursos de programação!

Conheça os melhores cursos de programação do mercado e de um up na carreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima